“Flavio conseguiu apoio porque é buchudo e bonito, papudo? Não, ele conseguiu por causa da minha presença na chapa” detona Roberto Rocha em entrevista

Em entrevista concedida ao radialista Eliézio Silva do programa Tribuna Independente, o Senador Roberto Rocha (PSB) falou de seu projeto político e da sua disposição em disputar as eleições como candidato majoritário em 2018. Falou ainda da relação indigesta com o governador Flavio Dino, ratificando sua convicção de que sem o apoio dele e do PSB, o governador do Maranhão jamais venceria as eleições de 2014. Vamos a íntegra da entrevista:

Repórter: Senador o senhor tem andando pela região dos cocais, qual a importância dessas visitas na região dos cocais e também na região leste do estado?

Roberto Rocha:  Eu sempre ando pelo Maranhão, e por essa região com muita alegria, porque aqui eu reencontro muitos amigos todas as vezes, hoje mesmo fomos a Caxias, fizemos um grande seminário de revitalização dos rios e suas nascentes, é o terceiros que a gente realiza.

Repórter: O seu nome tem sido colocado aí na mídia (redes sociais) que seu nome pode ser o próximo candidato do bloco da oposição, se esse grupo lhe chamar pra ser candidato a governador do estado do Maranhão o senhor vai aceitar o convite?

Roberto Rocha:  Sem dúvida nenhuma, eu sou de enfrentar desafios, estou no inicio do meu mandato de senador, mas se por uma razão em que a população revele uma grande e imensa frustração com o governo eleito em 2014 para promover as mudanças, se achar que esse governo não é nenhuma mudança que possa justificar a realização de um sonho e que é acalentado por tantos anos e achar que a gente possa oferecer ao debate político uma oportunidade de se refletir sobre novos caminhos, não exito em oferecer meu nome.

Repórter:  O governador Flavio Dino esteve recentemente aqui na cidade de Timon e não mediu esforços a fazer criticas ao senador Roberto, disse que o senhor é um traidor, que o senhor traiu, e que estava arrependido de votar no senhor, como o senhor recebe a declaração do Governador comunista Flavio Dino?

Roberto Rocha: O Flavio Dino é como se diz, é um Governador comunista e é único no Brasil, ele quando foi candidato em 2010 e 2014, ele não tinha apoio do PT, o PCdoB apoiava o PT mas o PT não apoiava o PCdoB do Maranhão, por isso que ele não tinha se quer condições de ser candidato, que somente pelo PCdoB ele não teria nenhuma viabilidade, ele não tinha o apoio da DILMA nem em 2010 nem em 2014 pelo PT, pra ele poder viabilizar sua candidatura ele precisava de ter o apoio do outro campo político seja do AÉCIO NEVES, seja do EDUARDO CAMPOS  em 2014, e como ele conseguiu isso?, porque ele é um Governador buchudo e bonito, papudo? Não, ele conseguiu isso porque tinha a presença de Roberto Rocha na chapa, então se alguém sabe falar sobre traição é porque também não passa de um traidor, o que aconteceu foi que fizemos uma aliança e essa aliança foi bom pros dois, a aliança não é  pra beneficiar só um, porque se não, não faz aliança, você simplesmente vai sozinho, então porque nos fizemos aliança ? Porque um precisava do outro pra poder caminhar.

Repórter:  O prefeito Luciano(Leitoa) também disse agora essa semana  que se arrepende que o senhor traiu o projeto politico do grupo.

Roberto Rocha: O Luciano vendeu o PSB para o governador  Flavio Dino em troca de 2 ou 3 km de asfalto. O PSB é o meu partido, ele vendeu o PSB ao Governador Flavio Dino.

2 comentários em “Flavio conseguiu apoio porque é buchudo e bonito, papudo? Não, ele conseguiu por causa da minha presença na chapa” detona Roberto Rocha em entrevista

  1. Tudo farinha do mesmo saco. O Maranhão merece muito mais. Volta Guerreira!!!

  2. jorge luis silva soeiro // 11/07/2017 às 9:31 pm // Responder

    A historia nos diz que os judas da vida nao tem um bom final, senhor Roberto Rocha

Deixe uma resposta