Protesto contra o aplicativo UBER não dá em nada e taxistas ainda ganham a antipatia da população 

Motivados por interesses que estão longe de ser os mesmos interesses de toda classe, os taxistas fizeram uma manifestação que além de prejudicar o andamento da cidade conseguiram atrair a antipatia da população, que espera deles um tratamento mais urbano e ético. 


Alguns vereadores, capitaneados pelo presidente da câmara se manifestaram no sentido de cobrar da SEMTUR uma fiscalização mais rigorosa para com os parceiros motoristas do aplicativo, esqueceram porém que o município não tem competência para legislar sobre direito civil, diretrizes da política nacional de transportes, trânsito e transportes, sendo a competência do Município meramente suplementar e voltada para interesses locais. O aplicativo UBER é uma tendência mundial e no Brasil já ultrapassou a marca de 18 milhões de usuários. O presidente Astro de Ogum e seus seguidores deveriam, se realmente se preocupam com a classe, buscar alternativas de desonerar os taxistas das inúmeras e altas taxas, de criar um mecanismo de avaliação prévia para emissão de licença, principalmente para as centenas de placas que ele distribui para deus cabos eleitorais. 


Sugiro que o sindicato dessa classe tão desasistida pelos seus representantes oportunistas, façam uma mobilização sim, mas dentro da câmara e exija dos vereadores uma atitude que realmente venha beneficiar a todos eles, de fato e de direito .

Deixe uma resposta