Tribunal de Contas do Estado – TCE encontra fortes indícios de desvios de recursos da previdência na Câmara Municipal de São Luís

O Ministério Público Federal abriu uma investigação para verificar a suspeita de fraude na gestão dos recursos da previdência na Câmara Municipal de São Luís. Uma auditoria do Tribunal de Contas do Maranhão (TCE-MA) apontou que há vários anos o legislativo não repassa ao Instituto de Previdência e Assistência do Município de São Luís (IPAM) os valores da contribuição dos seus servidores.

Houve uma convocação e o diretor geral da Câmara, Itamilson Corrêa Lima, e a diretora Ana Karina Cordeiro foram prestar esclarecimentos sobre o destino desses recursos. As investigações apontam para forte suspeita de que o IPAM desconhece  o número de funcionários que existem no legislativo municipal. O objetivo da auditoria e dos promotores é descobrir onde foram parar recursos descontados em folha como contribuição previdenciária.


O presidente da Câmara, vereador Astro de Ogum (PSC), assim que foi informado das investigações correu ao TCE pra ter com seu “anjo da guarda” uma conversa de pé de ouvido e,segundo informações, obteve dele um tenha calma que tudo irá se resolver, como se fosse apenas em  um passe de mágica. Astro tem procurado colaborar com a Justiça embora não tenha muito “conhecimento” do que está acontecendo. Segundo a assessoria de Comunicação da câmara  , o caso envolve também alguns antecessores da atual gestão.

Deixe uma resposta