“Projeto Diques da Baixada” a redenção da baixada maranhense.

O Projeto Diques da Baixada prevê a construção de uma barreira, utilizando o barro do próprio campo, margeando a Baía de São Marcos, com uma extensão de 71 quilômetros. esse projeto ousado redentor tem os objetivos de proteger as áreas baixas do campo contra a invasão da água salgada, armazenar a água doce proveniente da chuva retardando o escoamento para o mar e sem alterar as cotas máximas de inundação, aumentar a oferta de água doce para multiplus usos no período crítica da estiagem anual, aumentar a produção de alimentos, contribuir para a redução da pobreza rural e preservar o meio ambiente da baixada maranhense.

Os diques terão 19 metros de largura, em média, sendo 13 metros de pista de rolamento e uma altura média de 5 metros. ao longo dos diques serão construídos 22 vertedouros para controlar a altura da lâmina d’água e a velocidade de escoamento das águas. Ao lado dos diques, com a retirada do barro, será aberto um canal com largura média de 30 metros e profundidade de 1,54 metros, que permitirá o tráfego de pequenas embarcações entre Viana e Bacurituba durante todo ano.

É importante esclarecer que não haverá perenização das águas dos campos, ou seja, o ciclo natural será mantido. Haverá épocas de cheia e de seca, entretanto a época de cheia se prologará por mais tempo. Também não haverá alagamentos,pois a água só alcançará os mesmos locais que atinge atualmente na época das cheias.

O projeto é de responsabilidade da CODEVASF e já existem, no orçamento da união de 2017, recursos suficientes para os estudos e execução da obra.

Deixe uma resposta