No quarto dia greve dos caminhoneiros já chega com força em São Luís

Há filas nos postos, mas combustível já falta e preços variam; hospitais suspendem procedimentos; ônibus têm frota reduzida; comércio tem falta de alimentos; há possibilidade de racionamento de energia em RO, é o caos tomando conta do país.

Já é forte os sintomas da greve dos caminhoneiros em São Luís, filas gigantescas nos postos, preços no patamar mais alto e risco de racionamento em varias setores já é uma realidade na capital maranhense.

Ministros e representantes dos caminhoneiros tentam um acordo, mas até o momento parecem estar longe de uma solução.

Deixe uma resposta