Caos: Turiaçu registrou 11 mortes de crianças sem atendimento hospitalar

Levantamento realizado pelo blog com base no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), criado pelo DATASUS para a obtenção regular de dados sobre mortalidade no país, indica que, em média, 11.1 bebês morrem em suas residências, sem atendimento medico no município de Turiaçu, em 2016.

Os dados também são semelhantes aos que constam no Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em que a população deu informações sobre óbitos nas famílias. Segundo as informações, a taxa de mortalidade infantil média na cidade é de 11.1 para 1.000 nascidos vivos.

Outro dado que chama a atenção é com relação as internações por diarreias que são de 19.2 para cada 1.000 habitantes. Comparado com todos os municípios do estado, a cidade turiense fica nas posições 133 de 217 e 29 de 217, respectivamente. Quando comparado a cidades do Brasil, essas posições são de 3003 de 5570 e 69 de 5570, respectivamente.

Pelos dados do Censo é possível mensurar os altos índices de mortes de crianças de até 1 ano em regiões rurais de baixíssima renda – o que já era conhecido. Além de Turiaçu, em Santa Helena, por exemplo, 20,6% de todas as mortes ocorridas no município foram de bebês.

HOSPITAL PODE ELEVAR ÍNDICE

Como algumas informações são referentes ao ano de 2016, é provável que a taxa de mortalidade. do município de Turiaçu venha aumentar no próximo levantamento do Sistema de Informações sobre Mortalidade. É que o Hospital Municipal da cidade registrou quase 15 mortes de bebês nos últimos três meses.

A maior parte dos óbitos, segundo denúncias que são publicadas nas redes sociais, foi por negligencia. Mães que perderam filhos chegaram a gravar vídeos para denunciar o caso.

Deixe uma resposta