Maior Quilombo Urbano do Brasil, o “Liberdade Quilombola” a um passo de sua certificação.

Auto definido desde novembro de 2017, o Quilombo Urbano, Liberdade Quilombola que abrange os bairros da Liberdade, Fé em Deus, Camboa e Diamante, aguarda apenas a visita técnica para a realização desse grande sonho.

O Centro de Integração Sócio-Cultural Aprendiz do Futuro-CISAF, instituição da sociedade civil organizada que luta pela proteção e garantia dos direitos de crianças e adolescentes e promoção e defesa dos direitos que elevam a igualdade racial aos moradores do território da Liberdade Quilombola (Bairros Liberdade, Camboa, Fé em Deus e Diamante), em parceria com organizações sociais, onde poderíamos destacar a UNEGRO, Movimento pela Saúde do Povos – MSP, Conselho Comunitário Cultural dos moradores da Camboa, Movimento Quilombo Urbano, Movimento Mulheres em Luta, Terreiro do pai Airton, Terreiro do Pai Wender, Bloco Afro “Neto de Nanã”, Boi do Mestre Apolônio, Boi do Mestre Leonardo, Cacuriá “Assacana” entre outros, estão muito próximos de ver a concretização de um grande sonho: a certificação do Quilombo Urbano “Liberdade Quilombola”

O processo de certificação do Quilombo Urbano de número 01420.103053/2018-31 que tramita na Fundação Cultural Palmares, está apenas aguardando a conclusão da visita técnica para conclusão e posterior publicação no DOU. Essa certificação tem valor vital para a comunidade, pois inclui cerca de 16 mil famílias nos programas sociais específicos para CRQ’s em vários ministérios, trazendo políticas públicas que promoverão uma melhoria substancial na qualidade de vida daquela população.

‘A certificação do Quilombo Urbano , Liberdade Quilombola, será um marco na luta pelos direitos que sublimam a igualdade racial aos moradores do território da Liberdade Quilombola (Bairros Liberdade, Camboa, Fé em Deus e Diamante) e ratificam a responsabilidade e o compromisso da Fundação Palmares como protagonista nessa luta”, afirmou Alan Ramalho, Chefe da representação Regional da FCP no Maranhão.

Deixe uma resposta